Viajar com criança: como é que fica o roteiro?

21/04/2014 19:48

De cara duas informações importantes: crianças não são estúpidas; crianças não são reis e rainhas.

Explicamos.

Começando pelo último. Hoje as crianças tornaram-se o centro da família. Isso é ótimo, pois, assim, a princípio, ela poderá receber a atenção e o carinho que merecem e precisam. Exageros, contudo, podem e devem ser evitados. Quem já não foi testemunha de uma família que esteve ou está sob a dura autoridade de um pequeno príncipe absolutista? Nesses casos, a criança não pede, ela manda! Os pais, coitados, se sentem somente motivados à obedecer (afinal, não querem comprometer o crescimento do pequeno, certo?). Bem, quem vive sob esse tipo, digamos, de regime político familiar, não mudará sua maneira de lidar com a criança em uma viagem, certo? Nesses casos, a viagem girará em torno da criança. 

Em nossa opinião, esse é um desenho de viagem obviamente ruim. A viagem tenderá à pobreza em sua programação, fora o impacto indelével na formação do caráter do pequeno rei ou rainha, é claro. Viagem é feita para atender, na medida do possível, aos diversos interesses envolvidos. Dos pais - eventualmente os diferentes interesses destes - e da criança ou das crianças. A programação, portanto, poderá ser costurada sem perder de vista o que todos podem se interessar. Para isso, é claro, de olho nas questões orçamentárias (ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/como-calcular-os-gastos-de-viagem-/), programamos a duração da viagem, certo? (ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/bastidores-trabalhando-um-roteiro/)

 

Quanto ao segundo ponto, queremos dizer que crianças tem a intrigante capacidade de se interessar por muitas coisas. Não necessariamente precisam se deparar exclusivamente com pessoas vestidas de fantasias de princesas, de super-heróis ou o que for em um cenário de castelos fakes. Um roteiro em um museu, para uma criança de 4 anos, por exemplo, pode ser tão interessante e intrigante como se estivesse em um parque temático infantil. Ninguém quer dizer com isso que a criança vá ficar admirando um quadro do Hopper como uma sábia ou amante das artes. Queremos dizer que, tudo e qualquer coisa, é capaz de atrair o interesse dos pequenos. Se os pais forem capazes de atribuir algum sentido à visita, pronto, a programação pode ficar razoavelmente interessante para todos.

Em Edimburgo, por exemplo, visitamos o palácio da realeza britânica, na parte baixa da cidade. Na entrada solicitamos aqueles aparelhos de audio que servem de guia para a visita. Laura, na altura dos seus 4 anos de idade, imediatamente se queixou: "E o meu?". Então pedimos um para ela também. E foi uma incrível surpresa. Ao longo da visita, ela ia nos orietando paralelamente ao locutor no aparelho. É claro que com uma simplicidade compatível à sua idade, ela nos mostrava os quadros e utensílios que eram alvo de comentário. Enfim, ela participou de tudo, e com interesse! Ao final da visita, não pudemos evitar aquele: "quero ir de novo!".

 

Se estamos falando de crianças um pouco mais velhas, pré-adolescentes, por exemplo, por que elas não gostariam de visitar o incrível Museu do Louvre? Ou o Museu de História Natural em Londres? E o Imperial War Museum em Manchester, o que dizer? 

 

Como viagem é feita para todos os viajantes, por que não ir a um parque infantil alguns dias também? Sempre mesclando toda a sorte de "brincadeiras", não tenha dúvida, que a viagem será inesquecível para todos.

 

Matérias relacionadas:

 

O que levar na bagagem em viagem com criançalaura-no-mundo.webnode.com/news/viajando-com-crian%C3%A7as%3a-o-que-levar-/

 

Principais desafios em viagem com criançalaura-no-mundo.webnode.com/news/quais-os-principais-desafios-em-viagens-com-crian%C3%A7as-/

 

Febre na criança durante a viagemlaura-no-mundo.webnode.com/news/febre-na-crian%C3%A7a-durante-a-viagem%3a-desesperar-/

 

Crianças e a necessidade do banheiro durante a viagemlaura-no-mundo.webnode.com/news/mam%C3%A3e%2c-quero-fazer-xixi%21%21%21/

 

Por que viajar com seu filho? laura-no-mundo.webnode.com/news/por-que-viajar-com-crian%C3%A7a-pros-e-contras/