Roteiros que deram certo: Espanha

20/04/2018 17:25

 

Não se pode dizer que a Espanha seja um pais, para os padrões europeus, exatamente compacto. Em seus um pouco mais de 500 mil Km2, há uma imensa variedade de povos, culturas, tradições e, é claro, vontade de ser livre e independente de Madri. Ironias à parte, a despeito da excelente infraestrutura de transporte, recomenda-se que o pais seja fatiado para fins de reconhecimento turístico. Ora, se imaginarmos alguma coisa como um mês (o que os mortais costumam ter como férias) de disponibilidade para se aventurar na terra cervantes certamente faltarão dias para se conhecer certos recantos. Isso se imaginarmos que a viagem não precisa se converter em uma correria irracional. Se o que dissemos faz sentido, nossa sugestão é sempre combinar Madri + uma comunidade autônoma (há 17!). Por exemplo, Madri + Catalunha ou Madri + Andaluzia e assim por diante. 

 

Madri é a principal porta de entrada para quem chega de avião no pais e, além disso, merece ser sempre visitada. A escolha da região autônoma, em nossa opinião, fica a critério do freguês. Nós nos dirigimos para a Andaluzia. Nosso roteiro, portanto, seguiu de Madri para o sul do pais. 

 

Plaza Mayor, Madrid

 

O programado era a seguinte sequência de cidades em 25 dias de viagem: Madri, Cordoba, Sevilha, Cadiz, Ronda, Granada, Madri (e Toledo).

 

Infelizmente enfretamos problemas pessoais que nos impediram a viagem na data programada, esta só viria acontecer alguns meses depois e com boa dose de adaptação. O roteiro praticado se reduziu à Madri, Cordoba, Sevilha, Madri (e Toledo). Foram 10 dias muito interessantes, contudo.

 

O incrível Museu del Prado, Madri

 

Deu certo? Deu, revelou-se orgânico, prático e quase sempre não cansativo. Do ponto de vista das atrações, nem sem fala ...

 

Não foi a primeira vez que estávamos em Madri, mas dessa vez nos permitimos melhor conhecer a cidade. 4 dias bem vividos na capital espanhola! Experimentamos duas instalações em nossa estadia. Na primeira entrada desfrutamos das instalações do Cason del Tormes (Del Rio, 7). No fim do roteiro ficamos no Hostal Edreiras (Atocha, 75). Ambos estão bem localizados, mas o primeiro não se compara em matéria de conforto ao segundo. Como fomos do melhor para o pior isso acabou gerando um mal-estar, nada que não pudesse ser superado, é claro.

 

Na animadíssima Plaza del Sol

 

Madri é uma cidade feita para andar. Não pense que falte transporte público, pelo contrário, a rede de metrô, por exemplo, é excelente. O negócio é que a cidade é relativamente compacta, não faz sentido ficar por baixo dela, não é mesmo? O negócio é andar. Obviamente reconhecemos que as caminhadas podem adquirir outro contorno durante o verão, quando as temperaturas costumam estar bem altas. Durante o inverno, podemos garantir, tudo foi muito prazeroso. Para maiores detalhes sobre o que fazer na cidade clique aqui!

 

À caminho de Cordoba!

 

A infraestrutura de transporte é muito boa no pais. Pode-se andar de um lado para o outro de avião, de carro (alugado), de trem e de ônibus. Nós fizemos nossa comparação e o ônibus se revelou, de longe, a melhor opção custo-benefício. A companhia ferroviária espanhola tem trens e estações fantásticas, mas os preços costumam ser salgados. Quando fizemos nossas comparações, contudo, lemos algumas críticas de outros viajantes com relação ao ônibus e à infraestrutura rodoviária no pais. Nossa experiência não aponta para qualquer problema: os ônibus eram novos, a estrada não é exatamente um tapete, mas está muito longe de ser ruim; as rodoviárias que passamos, de fato, não eram muito modernas, mas não havia qualquer aspecto de degradação. A despeito de tudo que dissemos, mais adiante, vamos pesar as circunstância - em nossa experiência - em que o ônibus se revelou realmente mais vantajoso.

 

A surpreendente Mesquita-Catedral de Cordoba

 

De Madri rumamos para a incrível Cordoba. Havia muita curiosidade com relação á Andaluzia. Aquela imagem arabesca não saia de nossa mente. Será que nos decepcionaríamos? Com toda e completa segurança: não! A cidade é absolutamente fantástica! Não se pode descrever a surpresa de ver tanta beleza expressa em tantos detalhes. Cordoba é uma entrada mais que perfeita à região. Ela bem representa o que a Andaluzia tem a nos oferecer e, de quebra, o faz em "miniatura". Queremos dizer com isso que Cordoba, pelo menos se comparada à Sevilha, pode ser visitada com qualidade em poucos dias. O centro histórico é pequeno e se concentra em uma mesma parte da região. Dois dias é o suficiente para conhecer o básico, digamos assim. Aqui você tem acesso às nossas sugestões para quem visita a cidade.  

 

O centro histórico de Cordoba

 

Perdoem-nos a metáfora, sabemos que é completamente injusta, mas se Cordoba é a entrada, Sevilha é o prato principal! Um banquete! Uma cidade que uma estada de apenas dois dias não resolve. O centro histórico não só é mais repleto de atrações, como também é mais extenso. A cidade tem atrações espalhadas e, além disso, não estamos falando de uma cidade pequena. Ficamos absolutamente encantados! A única observação que devemos fazer diz respeito ao calor. Para que tenham uma ideia, estávamos em pleno inverno europeu. Enquanto Madri enfrentava seus dois graus de temperatura, Sevilha passava por 25 graus (na parte da tarde). Dormíamos com a janela do hotel aberta! Se é assim no inverno imaginem no verão? Temperaturas acima de 40 graus é fácil fácil. Em resumo, não deve ser muito agradável visitar a cidade durante a estação mais quente. Dicas e sugestões para sua estada em Sevilha aqui.

 

O Metropol, em Sevilha

 

O Real Alcazar, Sevilha

 

Como comentamos acima, daqui em diante a viagem deveria, em seu projeto original, tomar outro rumo, seguiríamos para Cadiz, depois de carro alugado para a pequenina Ronda etc etc. Mas não tinhamos mais o mesmo tempo disponível, retomamos para Madri. 

 

Olha Madri de novo!

 

Como chegamos um dia antes do embarque para o Brasil, resolvemos não perder tempo: rumamos ainda para Toledo. Toledo permite um confortável bate-volta para quem encontra-se instalado na capital espanhola. Vale muito, muito á pena! A cidade é absolutamente incrível, imperdível! Aqui nossas sugestões para quem visita Toledo.

Toledo!

 

Se quiser curtir mais registros da Espanha e de outros destinos, acesse nosso Instagram!

 

Aqui você tem acesso ao nosso Canal do Youtube com nossos vídeos, inclusive sobre a Espanha!

 

A série "Roteiros que deram certo" continua:

 

Chile

Itália

Leste-europeu

Reuno Unido