IBIS, considerações sobre a rede: vale a pena?

29/06/2015 18:32

 

Caso você seja o tipo de viajante que quer preço razoável combinado com ausência de surpresas desagradáveis (como quarto sujo, banheiro medonho etc), sem dúvida o IBIS é uma opção que precisa ser considerada. É preciso, ainda, que você tenha o seguinte perfil de viajante: interessa-se pela cidade e suas atrações, e menos pelos eventuais luxos que um hotel pode oferecer. Sendo este seu perfil, reforçamos a sugestão: o IBIS deve ser considerado.

 

 

Isso não quer dizer que algumas unidades da rede não tenha algum tipo de problema. De Ibis entendemos e nos sentimos autorizados a chamar a atenção para alguns probleminhas. Antes, convém sinalizar que há, hoje, três modalidades de Ibis no mercado. O Ibis Budget, o Ibis padrão, e um chamado Styles. Neste último, por falta de oportunidade, jamais colocamos os nossos pés. Nos dois primeiros, contudo, tivemos oportunidade de conhecer dentro e fora do Brasil. O primeiro é uma modalidade mais barata, aparentemente mais simples. Os quartos costumam ser grandes e possuem um banheiro e chuveiro, no mínimo, curiosos. O chuveiro, por exemplo, é uma porta de vidro matizado que se tem acesso pelo quarto. Quem toma banho nele pode ter seus pés e cabeça apreciados pelo companheiro de quarto. Note, portanto, que é uma opção para famílias, casais ou pessoas que não se importem em ter esse nível de intimidade com o colega de quarto. Já o Ibis convencional tem o formato típico dos hotéis: um quarto clássico e bem arrumadinho, com alguns móveis e um banheiro em separado. O primeiro, naturalmente, pratica preços mais em conta, se comparado ao Ibis tradicional e ao Styles.

 

Além do que foi dito, o que deve te animar a ficar num Ibis? É ai que podem começar os problemas. A rede está, como regra, bem localizada, mas há - como discutiremos abaixo - alguns detalhes e pegadinhas. Vejamos:

 

1) Ibis Florianópolis (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/florianopolis-ibis/). Trata-se de um Ibis tradicional, sua localização é boa, mas não excelente. Ele não está muitíssimo perto do centro e nem da parte mais nobre da cidade, mas é possível ir andando, caso o viajante não se importe em dispender alguma coisa como 20 minutos de caminhada. Se permitem um conselho para aquele que pensar em ficar neste hotel: não convém pagar pelo café da manhã oferecido pelo Ibis, vá direto ao Padeiro de Sevilha (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/florianopolis-sc-o-padeiro-de-sevilha/)

 

Quarto do Ibis Florianópolis, julho de 2014.

 

2) Ibis Venceslau Square, em Praga/República Tcheca: É um Ibis tradicional, nesse ponto não há decepções. De todos que frequentamos, sem dúvida, foi o que registramos maiores problemas, nada que se pode considerar muitíssimo sério. Em primeiro lugar o Ibis não se localiza na Venceslau Square. Pelo contrário, a praça se encontra relativamente distante do hotel. Por fim, de todos que frenquentamos, sempre nos deparamos com funcionários muitíssimo solícitos e simpáticos, esse não foi o caso do Ibis Venceslau Square.

 

Saguão do Ibis Venceslau Square, em Praga, dezembro de 2014.

 

3) Ibis Berlim Alexanderplatz, como o nome sugere, parece estar localizado na incrível Alexanderplatz, certo? Nem tanto. Dali terás que caminhar por cerca de 10 ou 15 minutos. Nada que atrapalhe muito, ainda mais porque, no caminho, há um café que quebrou muito nosso galho. É um Ibis budget!

 

Quarto do Ibis Alexanderplatz, Berlim, dezembro de 2014

 

Recomendamos os seguintes Ibis pela sua localização:

 

1) Ibis Saldanha, em Lisboa (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/ibis-lisboa-portugal/)

 

2) Ibis Budget Centre Pollar Street, em Manchester, Reino Unido,  está muitíssimo próximo do centro, há uma estação de tram. Sua localização, à primeira vista, não anima. O local é um pouco mal iluminado e descampado, mas não registramos qualquer tipo de problema. (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/ibis-manchester-uk/)

 

 

3) Ibis Edimburgo Centre Royal Mille: excelente, melhor localização impossível! Em nossa opinião foi o melhor Ibis que nos instalamos! (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/ibis-edimburgo-escocia/).

 

Vista do Edimburgo Centre Royal Mille, Edimburgo, janeiro de 2014.

 

Por fim, é bom lembrar que o Ibis tem um programa de pontos. O acúmulo de pontos permite estadias ou descontos em novas estadias.