Estados Unidos: mitos e (nossa) realidade

20/04/2014 11:09

 

Viajamos para os Estados Unidos da América, mas exatamente para Washington,DC em outubro de 2012. Depois de inúmeras idas e vindas para a Europa, seria nossa primeira viagem em direção ao Tio Sam. Precisamos confessar que por razões, em boa parte ideológicas, carregavamos na bagagem uma certa antipatia prévia ao que estava por vir. Temiamos ser maltratados na imigração ou passarmos por algum tipo de constrangimento durante a nossa estada. Sabe como é, achamos esses norte-americanos tão arrogantes, sempre querendo invadir algum lugar do planeta para salvar a democracia pela via autoritária!

 

Bem, a chegada, em boa medida, confirmou nossos preconceitos. Três vôos vindos de diferentes parte do mundo legaram uma multidão que chegou ao setor de imigração ao mesmo tempo. Era uma babel que envolvia norte-americanos, é claro; brasileiros, etiopianos e australianos. Cores, vestimentas e costumes em contraste, um belo contraste. Sentimo-nos no mundo. O problema não é a diversidade. O problema é a diversidade ter permanecido por quase 3 horas diante de uns dois ou três guichés em operação. Havia uma fileira imensa deles, mas poucos estavam funcionando. Crianças no colo dos pais, crianças chorando, pais estressados. A chegada foi uma experiência terrível.

 

Daí em diante o sol deu lugar à escuridão. Deparamo-nos, no cotidiano, nas ruas, em todo os lugares em que andamos, com gente solícita, disposta a ajudar perdidos nas ruas. O metrô, por exemplo, requer certo aprendizado (ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/desvendando-o-intrigante-metro-de-washington-dc/), lá sempre nos deparamos com gente bem disposta. Estamos falando de um pais feito por imigrantes, gente de todo o lugar, nos misturamos fácil, a ponto de, por algumas vezes, sermos parados nas ruas para indicar um caminhou ou destino para outro perdido: "Sorry, I am stranger  myself".

 

 

Essa experiência muito nos animou a fazer um tour pelo gigante do norte, a começar pelo leste do pais. Será nosso próximo destino, quem sabe no próximo ano. Não fazemos mais coro com o David Bowie em "I`m afraid of americans"! Que venha US!

 

Sugestão de roteiro para Washingtonlaura-no-mundo.webnode.com/products/washington-dc-em-dois-dias/

 

Nem tudo são flores, os problemaslaura-no-mundo.webnode.com/news/washington%3a-quais-s%C3%A3o-os-perrengues-mais-comuns-/