Vasa Museet! Deve estar na sua lista de coisas para ver e fazer em Estocolmo

09/08/2016 07:39

 

Luciana é uma querida amiga, como a gente, ela se encontra contaminada por esse endêmico germe do deslocamento e da viagem crônica! Tem um currículo de respeito nesse campo. Há cerca de dois meses chegou da Escandinávia e nos encheu de boa inveja! Muitas histórias e fotos fantásticas! Não poderíamos deixar isso passar assim em uma mera conversa. Convidamos Luciana para escrever um pouco sobre suas experiências nessa viagem. O lugar escolhido é o Vasa Museet. Instalado na capital da Suécia, ele se caracteriza por um inusitado prédio cujo patio está ocupado por um navio Viking! Com a palavra a Luciana! 

 

Na primavera de 2016, parti de férias rumo ao sul da Suécia, para a cidade de Malmo na Região de Escania, onde uma querida amiga vive há alguns bons anos. Durante esta visita, é lógico, não poderia deixar de dar um pulo na capital da Suécia, Estocolmo, onde ficaria por dois dias inteiros. Mas já digo a vocês: em minha opinião, a sofisticada Estocolmo merece de 4 a 5 dias!

 

 

A Cidade Velha [Gamla Stan] de Estolcolmo é lindíssima e muito bem conservada. Eu tinha muito pouco tempo para desfrutar de tudo que a cidade oferece, então fiz a minha escolha: o Vasa Museet! Não à toa ele está no título desta matéria. Caso esteja naquela cidade ou em suas proximidades, não hesite, ele vale sua visita!

 

A Cidade Velha

 

 

Um museu bem diferente de tudo que já tinha visto (e olha que tenho quilômetros em minha bagagem!). O que se tem é um edifício de seis andares, em que se encontra abrigado uma incrível embarcação Viking naufragada nas águas do Mar Báltico. Segundo me informaram, estaria 95% intacta! Isto é, em perfeitíssimo estado!

 

 

Logo se vê que o Museu é o navio! Seu acervo, portanto, constitui-se por peças e artefatos de todo o tipo, desde de objetos de decoração da embarcação, até utensílios, roupas, canhões (eram 64!), esculturas, entre outras muitas e muitas coisas. Há quem diga que carregar tanto peso foi um dos motivos que fez o barco naufragar.

 

 

Atentar, abaixo, para as esculturas que ornamentam o navio!

 

 

É bom que se diga que o Museu conta mais do que uma simples história de um barco. Trata-se, antes de tudo, do povo sueco! Ali temos contato com seus vestígios arqueológicos, costumes, com a cultura marítima e o modo de vida da navegação do escandinavos. Confesso que me lembrou bastante a vida ibérica, certamente tão bons navegadores e desbravadores quanto os suecos.

É um passeio muito bacana, pois pode-se combinar o dia na Gamla Stan e visitar o Vasa Museet.

 

Dicas para chegar:

 

Você pode chegar de trem, ferry ou ônibus.

O Museu encontra-se na Ilha de Djurgården. O endereço do museu é Galärvarvsvägen 14, Estocolmo.

Ferry (Djurgårdfärjan): O embarque é em Slussen/Gamla Stan (porto), que fica de frente para a Gamla Stan (cidade velha).

Ônibus: Número 69 que sai de T-Centralen (Sergels Torg) e tem parada em Djurgårdsbron, ou o número 44 que parte de Karlaplan e para na estação Nordiskamuseet/Vasamuseet.

Sparvagn (Tram): Número 7 a partir da parada Sergelstorg, o metro próximo a esta estação é T-Centralen. Saída na estação Nordiskamuseet.

 

Para maiores informações:

www.vasamuseet.se/pt