Perrengue total: aluguel de carro em Montevidéu, Uruguai

17/07/2016 17:39

 

Não é a primeira vez que alugamos carro em nossas viagens (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/viagem-com-carro-alugado-em-goias/). Há imensas vantagens: mais mobilidade e flexibilidade no roteiro, aumentamos as chances de visitar atrações que, do contrário, seriam muito difíceis de serem alcançadas e, eventualmente, os preços são melhores que a compra de passagens para transporte público.

 

No entanto, não é impossível que essas vantagens caiam por terra! Vejamos:

 

Alugamos nosso carro cerca de um mês antes de embarcar para a cidade de Montevidéu, no Uruguai. Nossa ideia original era perambular sem carro pela capital e fazer um bate-volta em Punta del Este (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/em-breve-noticias-e-dicas-sobre-o-uruguai/).

 

Alugamos nosso veículo na empresa Europcar, por intermédio da Rentalcars (rentalcars.com). O preço era bom, havia possibilidade de escolhermos o local de recebimento do veículo. E escolhemos pegá-lo no região do porto, o ponto mais próximo do nosso hotel. Chegamos cedo, às 8:30h - isto é, meia hora antes do combinado - já estávamos apostos. 

 

Loja fechada

 

Vamos aos fatos: às 9:40h não havia ninguém, a loja permanecia fechada! Reclamamos com uma guarda patrimonial do porto. Então ela pega o telefone e liga para o funcionário da Europcar. O sujeito estava nada mais nada menos que no interior do seu carro no estacionamento do porto! Ao ser perguntado a respeito do motivo do atraso, a resposta mais inusitada: "não sabia que tinha que entregar veículo às 9h". Mostramos o voucher, então ele disse que poderia entregar o veículo, mas teriamos que aguardar a chegada do funcionário que tinha as chaves da loja!!!

 

Quando perguntado sobre como seria a entrega do veículo, recebemos como resposta: "se não tiver ninguém na loja bastava que jogássemos as chaves do veículo e os documentos por um buraco no interior da loja". Eles enviariam, por email, comprovante de entrega do carro depois! Era o que faltava para atestar que não havia gente séria ali. Fomos embora, é claro.

 

Rodoviária de Montevideu

 

Nossa viagem para Punta del Este tinha caido por terra. Mas sem problemas, no dia seguinte rumaríamos para Colônia del Sacramento, e de ônibus! Compramos as passagens no dia anterior. Não havia muitos horários disponíveis, pois havia uma greve geral programada. A surpresa se deu quando, já na rodoviária e prontos para o embarque, fomos informados de que havia um piquete e que não haveria qualquer embarque! Confessamos, tivemos vontade de ir dali direto para o aeroporto! Dizem que brasileiros não desistem, não é isso? Pois bem, resolvemos ali mesmo, na rodoviária, alugar um novo veículo.

 

 

As condições, obviamente, não foram muito vantajosas. Mas, no final das contas, deu tudo certo. Partimos e retornamos de Colônia del Sacramento. Sem dúvida, a melhor coisa que fizemos no Uruguai.

 

Em outro post entraremos em detalhes sobre esse percurso!

 

Ahhh o que aconteceu com relação ao primeiro carro? Bem, entramos em contato com a Rentalcars e eles nos responderam no dia seguinte. Comprometeram-se em devolver a nossa diária sem qualquer multa recisória. Era o mínimo, é claro, afinal, quem rompeu com o contrato foi o contratado, e não o contratante!

 

Leia mais:

 

Roteiro para Montevideulaura-no-mundo.webnode.com/products/uruguai-montevideu/