Paris: quais são os perrengues mais comuns?

27/08/2014 08:35

 

Ninguém viaja com a expectativa de encontrar problemas. Infelizmente, quer queiramos ou não, muitas vezes eles se impõem. Tem diferentes níveis de gravidade e podem envolver maior ou menor custo para resolvê-los. Pensando nisso, o que poderíamos antecipar como problemas recorrentes em uma cidade como Paris?

 

Paris é uma das cidades mais visitadas por turistas no mundo. A quantidade de estrangeiros circulando é absolutamente visivel em qualquer época do ano. No verão e no inverno, especialmente, chegamos a esbarrar em cidadãos brasileiros. Uma cidade com esse volume de gente pode gerar algum tipo de problema. Vamos aos principais deles.

 

1) Um primeiro problema comum que o brasileiro enfrenta em Paris é o desafio da língua. Como já manifestamos em outra matéria (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/vai-para-paris-algumas-palavras/), como regra, os parisienses são pacientes com pessoas que não compreendem e não conseguem se expressar na língua francesa. Cada vez mais é possível o estrageiro se deparar com franceses que falam bem o inglês. Acontece que muitos brasileiros sequer falam bem a língua inglesa. Logo, sem dúvida, enfrentarão algum tipo de dificuldade de comunicação. Recomendamos um esforço para que você aprenda algumas expressões básicas da língua local, sobretudo quanto à sua orientação pela cidade. Uma dica: "bonjour" é uma espécie de cartão de visitas ou um abre alas! Até o início da noite é a palavra que abre qualquer conversa, solicitação ou demanda. Não se compra, por exemplo, um simples bilhete de metrô sem que essa palavra seja inicialmente acionada. Caso contrário, correrá o risco de ouvir um ácido "bonjour" da parte do atendente.

 

2) Um segundo problema comum é o sistema de transporte da cidade. Não que ele seja um problema, pelo contrário, pela sua extensão e qualidade, é a solução. Os brasileiros, contudo, não estão acostumados com uma rede de metrô tão complexa, uma espécie de labirinto no subsolo da cidade. São mais de 300 estações (Ver:www.youtube.com/watch?v=bcaJYQw9B0Q) . Mesmo depois de algum tempo na cidade estamos sujeitos à nos perder nesse sistema. É possível encontrar mapas da rede em qualquer ponto da cidade, recomendamos que carregue o seu no bolso, caso contrário poderá perder tempo precioso em sua viagem ao se encaminhar para ponto diferente do planejado.

 

3) Como dissemos acima, a cidade é muitíssimo cheia de gente. Alguns pontos turísticos, como o Louvre, a Basílica de Sacré Coeur ou a própria Torrre Eiffel, impõem cuidados adicionais. Nesses locais, caso preste atenção, poderá encontrar mensagens com a palavra "Picketpockets". Em bom português "trombadinhas". A possibilidade de sofrer um assalto à mão armada nesses locais é zero, mas poderás, infelizmente, ser vítima dessas habilidosas pessoas. Eles levam sua carteira de modo que só notarás sua perda quando for comprar alguma coisa. Sendo assim, é bom ter seus documentos e dinheiro em lugar especialmente seguro.

 

 

4) A prefeitura de Paris, há alguns bons anos, tem desenvolvido projetos junto aos proprietários de restaurantes da cidade. Por que? Uma queixa ainda relativamente comum é o atendimento prestado por alguns restaurantes. Para ilustrar: lembro de um amigo que sentou-se à mesa e pediu um chocolate quente com alguma coisa para comer. O senhor que o atendia puxou rispidamente o menu de suas mãos e disse: "aqui não é piquenique, senhor". Obviamente ele não esperava por esse tipo de tratamento descortez. Se levantou e decidiu que seria melhor ir para outro lugar. Mas, podemos adiantar algo: onde quer que você vá, não chame pelo garçon, não assubie ou faça qualquer sinal. Ele virá espontaneamente até você. Caso assobie, corre o risco de ouvir: "não sou cachorro, senhor(a)". E as coisas começarão mal.

 

Seja como for, embarque para ser feliz. Há chance de se deparar com alguns dos problemas acima? Sim, há, mas leve na esportiva, no final das contas se transformarão nos "causos" da viagem, o que seriam das viagens sem seus causos? 

 

 

Sugestão de roteiro para Parislaura-no-mundo.webnode.com/products/paris-em-cinco-dias/