Para os amantes da ciência: o Instituto Pasteur de Paris

23/04/2014 15:34

 

Quando chegamos pela primeira vez em uma cidade, como regra, queremos conhecer imediatamente seus endereços mais famosos. Sendo essa cidade Paris, estamos falando de um conjunto de monumentos, tais como a Torre Eiffel, a Catedral de Notre Dame, a Basílica de Sacre Coeur e muitos outros. Depois de bem conhecer o que se coloca quase como obrigatório, é chegada a hora de procurarmos atender a outros apetites, digamos, mais especializados. 

 

Temos interesse em ciência, especialmente em saúde pública. Uma visita obrigatória, nesse sentido, é o famoso Instituto Pasteur de Paris. Louis Pasteur, quem dá nome à instituição, foi um cientista que se dedicou ao estudo das doenças transmissíveis que, à época, matavam muitas pessoas pelo planeta. Pasteur, junto com outros cientistas, começou a construir a tese de que as doenças eram causadas por microorganismos. Nascia, assim, a microbiologia. Seus resultados práticos foram o surgimento de vacinas e novas técnicas de assepsia, que conformaram as condutas de médicos e outros profissionais de saúde.

 

As ideias de Pasteur atravessaram o oceano e tiveram inúmeros seguidores. No Brasil, a figura do Oswaldo Cruz e a instituição que leva atualmente o seu nome, instalada na Cidade do Rio de Janeiro, é, em boa medida, tributária da chamada revolução pasteuiriana (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/yes%2c-nos-temos-ci%C3%AAncia%21-o-museu-da-vida-da-fiocruz/

 

Instituto Pasteur, julho de 1996.

 

O instituto está situado na região sudoeste de Paris. A Torre Eiffel talvez seja o ponto turístico mais próximo dele. Lá há também um museu que, para os interessados nos assuntos científicos, torna-se visita interessante. Tivemos oportunidade de visitar Pasteur por duas vezes.

 

Instituto Pasteur, janeiro de 2004.

 

Sugestão de roteiro para Parislaura-no-mundo.webnode.com/products/paris-em-cinco-dias/