Lisboa: quais são os perrengues mais comuns?

27/08/2014 19:26

 

Visitar Lisboa, em alguma medida, é se reencontrar com o nosso próprio modo de vida. Isto porque ir à terra de nossos ex-colonizadores é como se deparar com vários aspectos de nossa vida que se assemelham aos deles. Basta ver, por exemplo, a arquitetura e o casario português que muito lembra o de várias cidades brasileiras. Bem, é natural que tenham simillitudes. Nos reconhecemos também nas diferenças, na forma alegre e bem humorada que, como regra, nós brasileiros olhamos a vida, em geral bastante distinta do jeito mais melancólico que organiza a vida portuguesa. Enfim, visitar Portugal é mesmo uma experiência muitíssimo interessante, sejam pelas nossas semelhanças, sejam pelas nossas diferenças.

 

Lisboa é uma cidade adorável. Pode-se dizer com boa dose de segurança que a capital e qualquer cidade portuguesa dão garantias de uma visita com qualidade e segurança. Há problemas? É claro que sim. Vejamos.

 

1) Quem visita Lisboa e tem dificuldades ou alguma limitação para locomoção, seja por idade, por algum problema físico ou porque esteja empurrando um carrinho de bêbe, saiba que enfrentarás ladeiras de tirar literalmente o fôlego. E como não se bastasse a inclinação, o calçamento não ajuda. Esse é um problema que repercute seriamente na qualidade da viagem. O transporte público é bom, mas não resolverá de todo seu problema. Uma solução mais afinada às necessidades impostas por um bom roteiro podem pedir a ajuda do táxi. O que, evidentemente, aumentará os custos da viagem.

 

 

2) A cidade tem boa infra-estrutura. Há lugares fantásticos para visitar, como o Oceanário de Lisboa (ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/oceanario-de-lisboa%3a-perfeito-para-crian%C3%A7as-e-para-os-pais/ ), o Mosteiro dos Jerônimos (laura-no-mundo.webnode.com/news/lisboa-mosteiro-dos-jeronimos-uma-palava-surpreendente-/), os maravilhosos Pastéis de Belém (Ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/pasteis-de-belem-dadivas-portuguesas/) e tantas outras atrações. Um dos pontos altos de sua visita exige algum cuidado. Falamos do Castelo de São Jorge. Há uma impecável vista da cidade de lá. O Castelo, contudo, como já dissemos (ver: laura-no-mundo.webnode.com/news/lisboa%2c-castelo-de-s%C3%A3o-jorge%3a-cuidados/), quase decepciona. Na vedade são ruinas de um castelo. O perrengue, digamos assim, pode surgir caso não tome cuidado em sua passagem pelas paredes do castelo. Há uma parte em que o caminho é estreito e - pasme - não há grade de segurança. Uma criança, um idoso ou simplesmente alguém que tropece poderá cair lá de cima. Se cair, no mínimo, os danos serão sérios.

 

 

3) Deve-se, por fim, tomar cuidado com sua carteira nos bondes. Não é medo crônico de brasileiro, os portugueses nos chamam a atenção para esse problema. Assalto à mão armada é coisa bastante rara, mas aquele furto, delicado e hábil, em que sua carteira some de seu bolso ou bolsa, é muitíssimo comum, especialmente nos bondes. Muito certamente porque neles as pessoas estão mais próximas umas das outras.

 

 

Apesar dos problemas e/ou llimitações, Lisboa tem tudo para dar certo. A cidade foi feita para bem receber

 

Sugestão de roteirolaura-no-mundo.webnode.com/products/lisboa-em-4-dias/