Lisboa, Castelo de São Jorge: cuidados

24/04/2014 19:09

O Castelo de São Jorge é um monumento nacional em Portugal. Trata-se de uma fortificação construida pelos muçulmanos ainda no século 11. Com a conquista de Lisboa, no século seguinte, pelos cristãos, o castelo transformou-se em um abrigo para as elites cortesãs locais. A partir do século 16, o castelo retomaria sua serventia mais militar, se mantendo assim até o século 20. Hoje, é claro, é o principal ponto turístico da cidade de Lisboa. Pode-se vê-lo de algumas partes da cidade. Se de noite, sua iluminação chama a atenção dos passantes e visitantes. 

 

Sua beleza, contudo, parece mais encantadora de longe. Quando entramos, é claro, temos acesso a uma vista bastante privilegiada da cidade. Realmente é estonteante. Passada essa impressão inicial, belíssima, adentramos nas ruinas do castelo. Na verdade, só descobrimos que se tratavam de ruinas quando lá chegamos. A distancia nos enganou, parecia um castelo íntegro e bem cuidado. Quando entramos nos deparamos apenas com paredes. Pode-se subir nas paredes por escadas laterais. Mas, cuidado! É preciso muita atenção com as crianças e idosos em especial. As grades de segurança são baxíssimas, um tropeço pode significar um salto para a morte. Surpreendeu-nos esse descuidado com a segurança em um lugar tão visitado, mas assim é.

 

Ao final do passeio poderão visitar um pequeno sítio arqueológico com os antigos vestígios do paço real. Francamente, essa visita decepciona, pois nada é muito bem sinalizado. Temos a impressão de ver apenas pedras ao chão.

 

O depoimento frio, acerca de nossa visita ao Castelo, se deve, portanto, em boa parte a uma desconexão entre expectativas e realidade. As expectativas eram altas e não foram correspondidas. Se fizerem a visita com a expectativa de terem acesso à uma belíssima e sem igual vista da cidade, podem ir tranquilamente em frente. Mas, como dito acima, mais do que convém cuidados com a segurança, caso queiram subir às paredes do Castelo.