Europa no inverno: perrengue?

08/04/2014 08:25

 

O inverno europeu costuma apavorar muitos brasileiros. Imagens de muito gelo e neve, gente morrendo congelada e coisas do tipo. Tudo isso é verdade. Mas, ao mesmo tempo, podemos dizer que as coisas não são bem assim, ou pelo menos não são assim em qualquer lugar ou momento. Vejamos.

 

Fizemos algumas viagens para a Europa durante o inverno naquele continente, duas das quais com uma criança pequena. Podemos dizer o seguinte: se você vai para Portugal ou Espanha, não há motivo para temer o inverno, sobretudo se você mora em cidades da região sul, sudeste e centro-oeste do Brasil, locais que, de alguma forma, já nos permitem alguma familiaridade com o vento frio.

 A França, ou mais precisamente Paris, tem invernos um pouco mais rigorosos, mas, no geral, absolutamente suportáveis. Em geral, as temperaturas giram em torno de 5 à 12 graus em Paris. Chegamos a enfrentar, no inverno de 2003-4, temperaturas que chegram ao pico de 18 graus por dias! É lógico que foram dias atípicos. Como parte dos dias atipicos, talvez não tão atipicos como aquele 18 graus, encontrarão temperaturas que poderão cair um pouco à baixo de zero. Paris não costuma ser coberta por grossa neve, mas tivemos registros de neve mais forte nos últimos anos!

 

 Londres não segue caminho diferente. Por conta de uma série de fatores, inclusive correntes marinhas, a cidade, que está bem situada acima de Paris, não costuma ter invernos muito rigorosos. Passamos os invernos de 2002-2003 e 2003-2004 em Londres, e não sentimos nenhum desconforto que merecesse nota. Nada que duas calças e duas meias, mais um bom casaco impermeável, não dessem conta.

 

Se você pretende ir para a Alemanha, Leste-europeu e, sobretudo, Escandinávia, bem, tudo isso muda de figura. Nesses casos, estarão diante de um roteiro de viagens para profissionais!