Buenos Aires: quais os perrengues mais comuns?

04/09/2014 20:41

 

Buenos Aires, há algum bom tempo, é o destino internacional preferencial dos brasileiros. É um destino próximo, se comparado aos europeus e aos Estados Unidos; em matéria de cotação tem uma moeda que nos facilita a vida; e, é claro, é um lugar muitíssimo interessante. Se existisse um índice que aferisse o grau de perrengue em uma viagem para Buenos Aires, diríamos que esse índice teria indicadores bastante modestos. Não é uma cidade que, como regra, apresente muitos desafios e problemas aos seus visitantes. Tem alguns probleminhas? É claro que sim, vejamos:

 

1) A cidade conspira a favor da mobilidade. Caso esteja instalado nas proximidades do Centro, poderás ter acesso aos mais importantes pontos turísticos da capital sem o auxílio do transporte público. Ou seja, com alguma disposição - não muita - é possível andar por quase toda a cidade. É nessa caminhada que os problemas começam. Caso esteja com um carrinho de bebê certamente não deixará de observar os limites da mobilidade. As calçadas são muito irregulares e mal cuidadas. Não apenas os carrinhos, mas também idosos e pessoas portadoras de dificuldade de locomoção sentirão na sola dos pés esses problemas.

 

2) Outro aspecto relativo à mobilidade diz respeito à agressividade dos portenhos no transito. Ficamos absolutamente mal-impressionados com o fato de, ao atravessarmos as ruas empurrando um carrinho de bebê, os motoristas não exitarem de pisar fundo em suas máquinas, sinal de aparente desprezo com a segurança dos que ainda estavam terminando seu percurso na faixa de pedestre. Mesmo quem sai de capitais brasileiras em que o transito tem um componente de barbárie, como o Rio de Janeiro ou Salvador, poderá se espantar com os portenhos nessa relação com o carro. Uma outra forma de atentar para esse mesmo fato é uma simples volta de taxi pela cidade. 

 

 

3) É controverso, mas no plano dos perrengues colocamos a visita ao El Caminito. É um local muito singular, achamos que deve ser visitado. Mas não alimentamos grandes expectativas no leitor. Entenda melhor nossas razões: laura-no-mundo.webnode.com/news/buenos-aires-el-caminito/

 

 

Sugestão de roteirolaura-no-mundo.webnode.com/products/buenos-aires-em-3-dias/